Expresso Trans-Dimensional*

Postado em

Pensem em nosso corpo físico e imaginem-se dentro de um traje espacial. É difícil de nos movimentarmos, pois ele restringe muita de nossa agilidade. No entanto é esse traje que nos permite andar pela terra. Sem ele, não haveria como nossa alma interagir com o mundo de Assiá (Ação, também chamado de Plano Físico), de modo que nossa evolução espiritual seria impossível.

Pois bem, não é só nossa alma que se reveste de corpo pra poder interagir com o mundo físico – nosso espírito também se reveste de alma, de modo que essa última possa entrar em nosso corpo.

Se o espírito entrasse diretamente no corpo, sem a alma como intermediária, teríamos um curto-circuito. É preciso que o espírito (Sol/Tiphereth) tenha um “amortecimento” de sua energia, e é aí que a alma (Lua/Yesod) aparece.

Em um mapa natal, essa tríade Espírito-Alma-Corpo é mostrada respectivamente pelo Sol, pela Lua e pelo Ascendente.

No entanto, além do Espírito temos a tão falada Centelha Divina. Essa chispa do Fogo Divino precisa transformar-se em Espírito, a fim de transpôr o Abismo que nos separa de Deus.

Só pra lembrar: essa separação é necessária!! Lembrem-se de que somos um reflexo de Deus e não Ele – portanto devemos estar frente a frente com o Criador e não fundidos como um dia já estivemos.

Então temos a Centelha que cruza o Abismo e se converte em Espírito, aumentando sua densidade de modo a existir como uma entidade separada da Unidade. Esse Espírito, por sua vez, também precisa ficar um pouco mais denso a fim de poder entrar em um corpo. Nesse estágio a energia já é alma (mais fluida do que o espírito), pronta a adentrar o corpo físico no momento da concepção. Por fim, essa alma ganha uma forma, entra em um molde, um corpo que lhe permite executar o trabalho a que foi destinada.

Um comentário em “Expresso Trans-Dimensional*

    Katia Daudt disse:
    quarta-feira, 22 outubro 2008 às 2:28 pm

    A imagem associada ao texto, possibilitou uma compreensão melhor deste tema para aqueles que, como eu, ainda não tinham este conceito bem elaborado: com a sua explicação, ficou fácil de entender…
    Muito obrigada, por mais este conhecimento!

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s